24.5 C
Caracol
terça-feira, 29 de novembro de 2022

Projeto Jiu-Jitsu de Caracol recebe 25 kimonos da Cooperativa Sicredi

- Publicidade -

A Prefeitura de Caracol, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, retomou neste ano o projeto social Lutando Pelo Bem com ensino de Jiu-Jitsu do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

A atividade atende 50 crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos com aulas duas vezes na semana no SCFV José Delincardêncio Leite, promovendo inclusão social, disciplina em casa e na escola, notas boas e frequência escolar para formar cidadãos do bem. O responsável pelo projeto é o professor Acássio Calixto, habilitado em Arte Marcial, em parceria com a coordenadora do SCFV, Marlene Pucheta.

No dia 20 de setembro, o projeto foi contemplado com 25 kimonos pela Cooperativa Sicredi, que acredita no potencial do Jiu-Jitsu na vida dos estudantes. Na data, o prefeito Neco Pagliosa se comprometeu em compra mais 25 para que os alunos tenham assim maior potencial para desenvolver melhor a arte suave.

Segundo Neco, é uma satisfação ver o fortalecimento dessa atividade no município. “Acredito que com a prática desse esporte, por meio desse projeto, nossas crianças e adolescentes só tem a ganha, por isso, parabenizo todos os envolvidos”, afirmou.

A gerente da Cooperativa Sicredi, Cristiane, disse que a unidade bancária é a favor do esporte e que se sentem honrados por poder agregar a pratica do Jiu-Jitsu no município. “Nós acreditamos que a arte marcial com responsabilidade será de grande valia para a formação das crianças e adolescentes caracolenses”, relatou.

Célia Viais, secretária de Assistência Social do município, afirmou que fica muito feliz com o desenvolvimento do projeto Lutando pelo Bem em Caracol. “Estaremos sempre a disposição no que for possível para auxiliar na construção de atividades que fortaleçam as famílias em situação de vulnerabilidade no município promovendo a educação dos estudantes”, concluiu.

Leia também

Últimas Notícias

- Publicidade -